INFORMAÇÃO É PODER

DADOS, DICAS E RECEITAS DE VIDAS SEM GLÚTEN



quarta-feira, 21 de março de 2012

A cerveja, o glúten e a psoríase


Imagem retirada da Net

Li, recentemente, um artigo de 2010 que aborda um estudo que saiu na altura sobre a ligação entre a cerveja e a psoríase,  e como as mulheres participantes do estudo eram mais propensas a sofrer de psoríase quanto mais cerveja consumiam. O elo de ligação apontado é o glúten. Logo, achei que seria interessante divulgá-lo aqui.

As mulheres, participantes de um programa de pesquisa intitulado de “2º Estudo da Saúde dos Enfermeiros”, descreveram, em questionários bienais, os montantes e tipos de álcool que beberam, e também relataram se tinham sido diagnosticadas com psoríase. Entre as conclusões:

- 1.150 casos de psoríase desenvolvidos, dos quais 1069 foram usados ​​para análise;
- Cerveja light, vinho branco e tinto, e bebidas brancas não foram associados ao risco de psoríase;
- O risco de psoríase foi 72% maior entre mulheres que beberam uma média de 2,3 doses por semana ou mais, comparando com as enfermeiras que se abstiveram de álcool.
 -O risco de psoríase foi 2,3 vezes maior para as mulheres que bebiam cinco ou mais cervejas por semana do que as enfermeiras que não beberam cerveja.

Na conclusão do estudo, os autores escreveram o seguinte:

"A cerveja não light foi a única bebida alcoólica encontrada que aumenta o risco para a psoríase, sugerindo que certos componentes não-alcoólicos da cerveja, que não são encontrados no vinho ou em bebidas brancas, podem desempenhar um papel importante no surgimento de psoríase. Um destes componentes pode ser a fonte do amido usado na fabricação de cerveja. A cerveja é uma das poucas bebidas alcoólicas não-destiladas que utilizam um amido para a fermentação, que é, normalmente, a cevada. Esta difere do vinho que utiliza uma fonte de fruta (uvas) para a fermentação. Alguns tipos de bebidas brancas tais como a vodka podem utilizar um amido para a fermentação, no entanto, estes amidos são fisicamente separados da bebida durante a destilação. Fontes de amido, tal como a cevada, contêm glúten, que tem sido demonstrado estar associado com a psoríase.

Por exemplo, indivíduos com psoríase apresentam níveis elevados de anticorpos anti-gliadina e podem ter "sensibilidade latente ao glúten", em comparação com indivíduos sem psoriase (aqui e aqui). Vários estudos têm mostrado que uma dieta sem glúten pode melhorar a gravidade da psoríase em pacientes com sensibilidade ao glúten. Um relato de caso descreve um paciente com doença celíaca e psoríase cujas lesões cutâneas melhoraram logo após iniciar uma dieta livre de glúten cerveja (aqui). A cerveja light também contém glúten, no entanto, este estudo não mostrou uma associação entre a ingestão de cerveja light e incidentes de psoríase. Isto pode ser devido às menores quantidades de grãos usados ​​para fazer a cerveja light, quando comparada com a cerveja normal. Embora uma dieta isenta de glúten ajude a eliminar a psoríase (aqui) permanece por esclarecer se o glúten contribui para surgimento de novos casos de psoríase, e se isso só ocorre em indivíduos predispostos, tais como aqueles com sensibilidade latente ao glúten."

Outros estudos:
Association between Coeliac Disease and Psoriasis: Italian Primary Care Multicentre Study
Can Some Celiac Patients Drink Regular Beer?



Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...