INFORMAÇÃO É PODER

DADOS, DICAS E RECEITAS DE VIDAS SEM GLÚTEN



quinta-feira, 16 de maio de 2019

Novidades no Maio do Celíaco

Feliz Dia do Celíaco! Pois é, 16 de Maio é o Dia do Celíaco e nada como a novidade de mais um produto apto para o assinalar condignamente. Desta vez, foi a marca Vianeza que lançou uma série de massas sem glúten, como se pode ver aqui. Em pacotes de 250 gramas, a Vianeza disponibiliza algumas variedades pouco habituais como bambú e trufa e têm estado em promoção nos supermercados Continente e Pingo Doce. Fica a dica.


segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

Bolo de cenoura com cobertura de queijo-creme sem glúten

Um clássico da doçaria anglo-saxónica que me foi apresentado por um australiano que fazia um bolo de cenoura de comer e chorar por mais. Só agora me dispus a converter a receita dele para sem glúten e com um desafio acrescido- sem lacticínios. Era tão boa que tinha receio de ficar defraudada, mas esta versão não ficou longe do original.

Substituí então a farinha de trigo, os lacticínios por versões vegan existentes no Celeiro e fiz metade da receita pois não queria um bolo grande. Caso queiram um bolo para uma festa, é só dobrar as quantidades indicadas. 

Ingredientes:
120 gramas de açúcar
100ml óleo vegetal
2 ovos
1 colher chá de extracto de baunilha
145 gramas de farinha Doves Farm White Self Raising
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
1/2 colher de chá de canela em pó
¼ colher de chá de gengibre em pó
1 pisca de cravinho em pó
Sal q.b.
150 gramas de cenouras raladas finamente
60 gramas de farinha de amêndoa

Para o creme:
125 gramas de açúcar em pó
50 gramas de manteiga/margarina à temperatura ambiente
75 gramas de queijo-creme
25 gramas de iogurte grego
1 colher de chá de extracto de baunilha

Descasque e rale finamente as cenouras. Reserve.

Na cuba da sua batedeira, bata bem o açúcar com os ovos e a baunilha até obter uma mistura consistente.

Numa tigela, misture as farinhas com o bicarbonato de sódio, as especiarias e o sal; misture bem e acrescente aos poucos à massa que está na batedeira. Por fim, junte as cenouras reservadas e bata até a massa estar homogénea.

Verta a massa numa forma redonda de 22 centímetros, untada e enfarinhada, e leve ao forno a 160ºC durante 25 minutos (se tiver optado por dobrar a receita, deve verter a massa em partes iguais para duas formas). Faça o teste do palito e retire do forno, deixando arrefecer completamente sobre uma rede.

Para fazer a cobertura, junte todos os ingredientes na cuba da batedeira e bata até obter um creme. Leve ao frigorífico 10 a 20 minutos para engrossar antes de cobrir o bolo; após cobrir, pode levar o bolo ao frigorífico para solidificar mais um pouco o creme.

Se tiver optado por dobrar a receita, deve colocar 1/3 do creme entre os dois bolos e depois cobrir tudo com o creme que sobrou.


























terça-feira, 8 de janeiro de 2019

Sonhos de bacalhau sem glúten

O novo ano começou e não há melhor maneira de o começar do que com sonhos... ainda que sejam de bacalhau. A receita que tenho aqui no blog de sonhos (doces) é sempre um sucesso, fora ou dentro da época do Natal, pelo que pensei que sonhos salgados poderiam ser igualmente bons. E não me enganei: usando a receita do site Sabor Intenso, consegui recriar a leveza dos sonhos doces com o sabor a salgado, um misto entre pataniscas e bolinhos de bacalhau, mas infinitamente mais fofos.

Ingredientes:
1 lombo de bacalhau demolhado com cerca de 270g
60g de margarina
125 ml de leite vegetal de amêndoa
115 gramas de farinha Schar Mix B
10 gramas de farinha Maizena
4 ovos grandes
1 cebola pequena picada finamente
Salsa picada
Sal q.b.
Pimenta q.b.
Óleo para fritar

Num tacho com água a ferver, coloque o bacalhau a cozer durante 10 minutos. Passado o tempo, retire-com uma escumadeira para um prato e reserve 125 ml de água de cozer o bacalhau. Retire a pele e espinhas e desfie o bacalhau. Reserve.

Misture as farinhas bem e reserve.

Num tacho, leve ao lume o leite, a água de cozer o bacalhau que reservou, a margarina e umas pedrinhas de sal. Deixe ferver e, de uma só vez, junte a farinha reservada e mexa rapidamente. Quando a massa formar uma bola, retire-a e deixe arrefecer durante 10 minutos.

Coloque a massa na cuba da sua batedeira, junte 1 ovo e bata. Enquanto bate, adicione os restantes ovos um a um. Deixe bater durante 8 a 10 minutos. Acrescente depois a cebola, a salsa e o bacalhau. Por fim, tempere com um pouco de pimenta.

Retire colheradas de massa e frite em óleo a 180ºC com o lume brando. A fritura dos sonhos demora algum tempo, pois estes irão abrir, rodar sozinhos e fritar por igual. Pode ir picando com um palito para ajudar neste processo. Quando os sonhos atingirem uma cor dourada, retire-os com uma escumadeira para um prato com papel absorvente.



sábado, 29 de dezembro de 2018

Novidades sem glúten em Lisboa

Felizmente, temos cada vez mais opções sem glúten no nosso dia-a-dia e assim foi o caso em Lisboa com duas novas adições ao roteiro sem glúten da cidade.

Esta cadeia espanhola de comida italiana abriu recentemente o seu primeiro restaurante em Portugal na zona da Expo em Lisboa. Certificada pela APC, tem uma pequena carta sem glúten com duas opções de massa, pizza e sobremesas. Fomos visitar este restaurante e pareceu-nos ser uma opção segura para uma situação de "desenrasque": a comida sem glúten está pré-preparada e o restaurante limita-se a descongelá-la, pelo menos, foi essa a explicação que me deram. Para comida processada, não está mal, mas não deixa saudades. Como só tem um forno (micro-ondas?) dedicado aos pratos sem glúten, no nosso caso que pedimos 4 pratos, a comida foi chegando a conta-gotas o que perturba o fluir de uma saída social.


A Grom é uma cadeia italiana de gelados que abriu a sua primeira loja em Lisboa, na Rua Garrett, este Verão. Tudo na loja é isento de glúten o que dá uma segurança acrescida. Apesar de não terem muita variedade de sabores, são gelados saborosos, com qualidade, e com diferentes opções a nível de cones, o que é raro numa gelataria. 

domingo, 2 de dezembro de 2018

Bonna, pastelaria sem glúten em Braga

Novidades sem glúten para os celíacos do litoral Norte: irá abrir brevemente uma padaria/pastelaria sem glúten em Braga chamada Bonna que vem colmatar uma lacuna deixada pelo fecho da saudosa Coisas Kom Sentido

Neste momento já aceitam encomendas através da sua página de Facebook onde podemos ver parte da sua deliciosa oferta. Pensada por uma celíaca e sendo um local onde só se fabricam produtos sem glúten (não utilizando mesmo amido de trigo desglutinado), não há risco de contaminação; a pedido podem também aceitar pedidos para sem leite, sem ovo ou sem soja.

Esperemos então para breve a sua inaguração!

quarta-feira, 29 de agosto de 2018

Nova farinha sem glúten Lidl

Seguindo a dica de uma amiga, soube que o Lidl tem agora à venda uma nova farinha sem glúten para Pão e Pizza da Belbake que funciona bastante bem e pode ser uma alternativa para uma urgência ou mesmo em permanência, para quem não tem muita paciência para fazer pão sem misturas comerciais.

A embalagem tem 395 gramas e custa à volta de 2€ (não tenho aqui comigo o talão de compra para confirmar). Experimentei-a uma tarde destas e fiz bolinhas de pão para acompanhar bifanas. Segui as indicações do pacote e o resultado foi muito satisfatório. Fica então a dica.


terça-feira, 31 de julho de 2018

Doze erros que podem arruinar a sua dieta sem glúten

Um artigo interessante da Celiac.com que poderá ser de particular interesse para quem se inicia agora na aventura da dieta sem glúten, alertando para aquelas acções que podem estragar os nossos esforços com situações nem sempre aparentes.

"Doze erros que podem arruinar a sua dieta sem glúten

Aprenda a evitar esses doze erros comuns que podem arruinar a sua dieta sem glúten.

1- Fique atento aos alimentos naturalmente sem glúten, como arroz e soja, que usam ingredientes à base de glúten no seu processamento. Por exemplo, muitas bebidas de arroz e soja são feitas usando enzimas de cevada, que podem causar reações imunes em pessoas com doença celíaca.

2- Tenha cuidado com os conselhos dos funcionários das lojas de alimentos que podem estar desinformados. Por exemplo, muitas pessoas acreditam erroneamente que os grãos à base de trigo, como espelta ou kamut, são seguros para os celíacos. Tenha cuidado com os conselhos que lhe dão.

3- Cuidado com a contaminação cruzada em vendas a granel de farinhas e grãos, muitas vezes através das conchas de servir.

4- Tenha cuidado para evitar migalhas de pão de trigo na manteiga, compotas, torradeira, bancadas, etc.

5- Cuidado com o glúten escondido em medicamentos prescritos. Pergunte ao seu farmacêutico sobre qualquer coisa que não tenha a certeza ou suspeite que possa conter glúten indesejado.

6- Cuidado com o glúten oculto em loções, condicionadores, champôs, desodorizantes, cremes e cosméticos (principalmente para aqueles com dermatite herpetiforme).

7- Esteja atento a selos, envelopes ou outros rótulos com cola, pois estes podem conter pasta de trigo. Use uma esponja para humedecer essas superfícies.

8- Tenha cuidado com o glúten escondido na pasta de dentes e elixir bucal.

9- Tenha cuidado com derivados de cereais, como aromatizante de malte ou outro ingrediente sem glúten.

10- Tenha muito cuidado ao considerar misturas e molhos embalados, incluindo molho de soja, molho de peixe, ketchup, mostarda, maionese, etc., pois muitos deles podem conter subprodutos de trigo ou trigo na sua fabricação. Tenha especial cuidado com molhos pré-preparados, e sopas enlatadas ou em pacotes.

11- Algumas marcas de papel de arroz podem conter glúten, por isso tenha cuidado.

12- Por último, preste atenção a alimentos como gelado e iogurte, que muitas vezes não têm glúten, mas podem conter ingredientes adicionados que os tornam inadequados para qualquer pessoa numa dieta isenta de glúten.

Vai comer fora? Se for, considere que muitos restaurantes usam uma grelha partilhada ou óleo de cozinha partilhado entre alimentos regulares e sem glúten, por isso tome cuidado. Além disso, procure por farinha de trigo em especiarias. Faça perguntas e fique atento."

sábado, 30 de junho de 2018

Gelataria Fabio Lupi

Tivemos a oportunidade de visitar recentemente a Gelataria Fabio Lupi em Cascais onde há uma grande oferta de produtos sem glúten, além dos gelados sem contaminação, servidos a partir de cubas por estrear. Definitivamente, um local que entra no mapa sem glúten da região de Lisboa, com a chancela da APC.





















Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...