INFORMAÇÃO É PODER

DADOS, DICAS E RECEITAS DE VIDAS SEM GLÚTEN



quinta-feira, 16 de abril de 2015

Natas azedas sem glúten, sem lacticínios

Quando encontrei esta receita de natas azedas vegetais, nem queria acreditar, mas experimentei e foi, sem dúvida, um sucesso. Natas cremosas, saborosas, sem glúten, sem lactícinios e mais saudáveis que as natas "normais"? E fáceis de fazer? Costumava comprar natas de arroz por questões de colesterol alto, mas agora faço estas regularmente. Já usei em molhos como o Strogonoff, em bolachas e bolos... Quem não sabe, fica a pensar que são natas de leite de vaca.

Ingredientes:
200 gramas de cajus ao natural (comprei no Lidl)
1/2 colher de chá de sal fino
180 ml de água engarrafada
2 colheres de sopa de sumo de limão

Ponha os cajus de molho entre quatro a oito horas. Passado esse tempo, despeje a água, coloque os cajus no copo do liquidificador com o sal, metade da água engarrafada e o sumo de limão e triture bem. Vá acrescentando o resto da água até obter a consistência desejada, sem grumos.

Verta para um frasco e coloque mais sal ou sumo de limão, a gosto (eu acabo por colocar o sumo de um limão inteiro porque gosto das natas bastante azedas. Pode usar de imediato, ou guardar no frigorífico até cinco dias.













domingo, 12 de abril de 2015

Uma receita, duas versões

Comprei na semana passada, numa promoção do Lidl, (mais) uma forma para bolos. Esta tem a particularidade de facilitar o colocar recheio. Experimentei-a hoje com uma receita do blog de muffins de framboesa (sem as mesmas) com recheio de creme pasteleiro. Ficaram assim:















A forma

sexta-feira, 10 de abril de 2015

Top 10 das melhores cidades sem glúten

O site The Daily Meal publicou uma lista com as dez melhores cidades para se fazer uma dieta sem glúten... de acordo com a sua opinião. Sendo um site norte-americano, tem uma predominância de cidades do seu país, mas não deixa de ser interessante verificar as razões que indicam e tirar uma nota mental para futuras viagens. Este foi o ranking, o slideshow encontra-se aqui.

10- Dublin, Irlanda
9- Tóquio, Japão
8- Cidade do Cabo, África do Sul
7- Denver, E.U.A
6- Roma, Itália
5- Austin, E.U.A
4- Nova Iorque, E.U.A
3- Cidade do México, México
2- Cochim, Índia
1- Portland, E.U.A



quarta-feira, 8 de abril de 2015

Torcidos de canela

Um novo formato para uma massa que sai sempre bem: torcidos de canela, a saírem fofos e cheirosos do forno, a encher a casa com o aroma a canela... Irresistíveis!

Ingredientes:
Manteiga/margarina derretida
Açúcar
Canela

Prepare a massa dos croissants conforme indicado na receita. Divida a massa em duas partes e estenda-as entre duas folhas de papel vegetal com o rolo até formar um rectângulo. Pincele com a manteiga/margarina derretida, espalhe açúcar a gosto, primeiro, e a canela depois. Dobre a massa a meio e com um corta-pizzas, corte tiras com 3 centímetros de largura e torça-as até formar os torcidos.

Coloque-os num tabuleiro forrado a papel vegetal e deixe levedar num local morno e húmido durante uma hora. Leve depois ao forno pré-aquecido a 225ºC durante 10-11 minutos até os torcidos obterem um tom dourado.

Retire para uma rede de arrefecimento.

Esta receita rende 16 unidades.























sexta-feira, 3 de abril de 2015

Pans & Company sem glúten em Espanha

Os blogs e fóruns espanhóis começam a fervilhar com esta novidade: a Pans & Company espanhola está a lançar sandes sem glúten em algumas lojas seleccionadas- se houver adesão, irão lançar a nível nacional.

Como nos conta a Pikerita no seu famoso blog, as lojas têem cinco referências sem glúten: uma sandes de frango e queijo, outra sandes com bacon e queijo, muffins de chocolate, palmiers de chocolate e madalenas. Todos embalados individualmente e produzidos por empresas certificadas pela FACE. As sandes vão ao forno dentro da embalagem, preparada para o efeito, pelo que não há nenhuma manipulação por parte do pessoal das lojas. O custo da sandes? 4,95€.

Não será certamente a opção mais saudável como refeição, mas é sempre bom tê-la disponível quando não há mais nada ou apenas apetece uma sandes. Agora resta-nos contactar a congénere portuguesa e demonstrar que há mercado cá para estes produtos.


domingo, 29 de março de 2015

Bolachas de noz

Encontrei a receita de hoje num número especial Bolachas e Biscoitos da revista Segredos de Cozinha e são as nossas bolachas preferidas de momento. São muito saborosas e bastante fáceis e rápidas de fazer. Para quem faz uma dieta Paleo ou sem glúten/sem lacticínios esta é uma receita apta. 

Ingredientes:
200 gramas de nozes moídas (marca Lidl ou Ferbar)
150 gramas de açúcar
1 ovo L
1 colher de sopa de polvilho doce ou maizena

Misture todos os ingredientes numa tigela e bata bem até obter uma mistura homogénea. Numa folha de papel vegetal, e com as mãos envoltas em azeite, forme um rolo com a massa e corte-o em fatias.

Faça bolas com as fatias, passe-as por farinha de arroz (marca Ceifeira), coloque num tabuleiro coberto com papel vegetal, e leve as bolachas ao forno pré-aquecido a 180C durante 10 minutos (com ventilação ligada, caso o seu forno tenha esta opção).  

No final deste período, retire para uma rede de arrefecimento e deixe esfriar completamente para poder guardar. Duram bastante tempo numa caixa de folha, se a gula não as fizer desaparecer antes.

Esta receita rende 20 a 22 bolachas.

































PS: Também já fiz esta receita substituindo as nozes por amêndoas e acrescentando raspas de laranja.

sexta-feira, 27 de março de 2015

Pão de forma na Bimby

Hoje, mais uma bela receita da nossa já bem conhecida Ana Pimenta, pão de forma na Bimby. Obrigada Ana!

"Para a lancheirinha da escola, fatias douradas ou simplesmente para uma torrada formada, nada como um pão de forma. Esta receita é adaptável para batedeiras de bolos ou outros robots de cozinha.

Ingredientes:
530 ml de água
4 gramas de fermento seco ativo Quick Yeast Doves Farm
250 gramas de farinha panificável Schar Mix B
250 gramas de farinha panificável Doves Farm white bread
10 gramas de psílio Finax
7 a 9 gramas de sal marinho
3 claras de ovo M batidas em castelo (opcional, ou 10 gramas de leite em pó isento de glúten)
Óleo vegetal q.b. para untar
Farinha de arroz caseira ou da marca Ceifeira para enfarinhar

Unte a forma de pão com óleo vegetal ou azeite e enfarinhe com farinha de arroz. Bata as claras em castelo*.

Coloque no copo da Bimby a água e o fermento. Faça um movimento de turbo. Se temperatura ambiente estiver fria aqueça a mistura: 3 minutos / vel 1 / 37ºC. Adicione os restantes ingredientes à excepção das claras. Programe "espiga" e amasse durante 6 minutos. Incorpore as claras pelo bucal após terem decorrido 3 minutos. Deixe amassar durante o restante tempo (se ficar com um resto de clara na parede da máquina, retire e coloque junto à massa com a espátula. Amasse outro minuto).

Deixe levedar no copo da Bimby. Coloque-o ao sol durante 40 minutos ou cubra com mantas polares, se estiver frio, durante uma hora a uma hora e meia.

Findo esse tempo coloque gentilmente a massa na forma: bata com a forma na bancada da cozinha para retirar o ar e coloque-a dentro do forno. Opcionalmente pode deixar levedar na forma de pão directamente. Pré-aqueça ligeiramente o forno a 50°C e desligue. Coloque a forma semiaberta no forno desligado até a massa chegar quase ao topo da forma.

Feche a forma e ligue o forno a 220°C. Coloque um recipiente com água a ferver no fundo do forno ou gelo. Deixe cozer durante 45 minutos a 200º C. De seguida, abra a tampa e coza sem tampa durante 30 minutos a 180ºC.

Deixe arrefecer um pouco dentro da forma e retire depois o pão para uma rede de arrefecimento. Fatie apenas quando estiver frio.

*Bata as claras na Bimby previamente à restante receita. Programe com a borboleta três minutos/velocidade 6 ou use a batedeira de bolos enquanto amassa (para poupar tempo).

Bom apetite!"




















segunda-feira, 23 de março de 2015

Argolas de canela

Hoje, mais uma receita da minha Mãe, cujo original com glúten é da Ina Garten, a Barefoot Contessa do canal Food Network. Os netos agradecem o esforço da Avó. Fotografia do Avô. 

Ingredientes:
300 gramas de farinha Doves Farm White Self-raising
180 gramas de açúcar
1 colher de chá de canela
1/2 colher de chá de noz-moscada
1 pitada de sal
300 ml de leite
1 ovo L
2 colheres de chá de essência de baunilha

Numa tigela, misturam-se os sólidos e acrescenta-se depois o leite e a baunilha. Junte depois o ovo e misture tudo muito bem até ficar uma massa homogénea e sem grumos.

Vai ao forno a 180C durante 17 minutos numa forma de silicone própria para argolas ou donuts (comprada na Loja do Gato Preto). Quando estiverem prontas, retiram-se do forno, pincelam-se com manteiga derretida e passam-se depois por canela com açúcar.
















Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...