INFORMAÇÃO É PODER

DADOS, DICAS E RECEITAS DE VIDAS SEM GLÚTEN



domingo, 21 de dezembro de 2014

Bolo rainha sem glúten

Estando a organizar a ementa de Natal com a minha mãe, esta disse-me que não era preciso fazer bolo-rei porque nunca ficava igual ao bolo-rei com glúten. Fiquei a pensar nisso e se valeria a pena experimentar a receita que a Famalap do blog Cocina Fácil Sin Glúten tinha mencionado no grupo do Facebook 500.000 Recetas para Celíacos. Ela dizia que era fantástica e que valia mesmo a pena... Resolvi experimentar este fim de semana e optei por fazer a versão bolo rainha porque a maior parte das pessoas não gosta da fruta cristalizada.

Em boa hora o fiz: modéstia à parte, ficou excelente, ninguém diria que é sem glúten. Aliás, segundo a minha renitente mãe, estava melhor que os bolos das pastelarias e que queria outro para a noite de Natal! Mais palavras para quê? Experimentem, dá algum trabalho, mas compensa o investimento.

PS: optei por usar leite de amêndoa para ver se a receita se adaptaria a quem não pode consumir lacticínios.

Ingredientes:
Isco
100 gramas de farinha Proceli
85 ml leite morno de amêndoa Provamel
5 gramas de fermento fresco Levital
Desfaça o fermento no leite, junte a farinha, misture bem e guarde num recipiente fechado durante, pelo menos, três horas.

Massa:
100 gramas de farinha Mix B Schar
150 gramas de farinha Proceli
100 gramas de farinha Mix Brot Dunkel Schär
6 gramas de psílio em pó Finax
4 ovos M
100 gramas de sumo de laranja
50 gramas de leite/ leite de amêndoa Provamel
10 gramas de fermento fresco Levital
40 gramas de mel
65 gramas de açúcar
80 gramas de manteiga/ margarina Vitaquell amolecida
Raspa de uma laranja
Raspa de um limao
Algumas gotas de essência de rum Arcolor
Frutos secos a gosto
Canela a gosto
Para pincelar:
1 gema
Leite/ leite de amêndoa q.b.

Tire a manteiga/ margarina do frigorífico e reserve.

Junte as farinhas com o psílio, o açúcar e as raspas da laranja e limão. Reserve.

Na cuba da sua máquina do pão junte o fermento desfeito no leite, o sumo de laranja, o mel e a essência de rum. Acrescente os ovos batidos e, depois, a farinha reservada. Ligue no programa Massa (na minha máquina demora 28 minutos); passados cinco minutos, acrescente o isco; cinco minutos depois, acrescente a manteiga/ margarina amolecida.

No final do programa, coloque a massa numa tigela, tape com um plástico e leve ao frigorífico durante, pelo menos, oito horas.

Passado esse tempo, acrescente à massa os frutos secos e a canela e misture bem. Coloque a massa em cima de papel vegetal oleado com azeite e dê-lhe a forma típica de bolo-rei. Coloque um aro metálico no meio ou uma pequena malga que possa ir ao forno para que o buraco não se feche.



Coloque a massa com o papel vegetal dentro de um tabuleiro e ponha dentro do forno desligado, com uma tijela com água a ferver, durante 1H30 a duas horas para levedar outra vez, mas convém não deixar passar muito tempo, pois se o bolo crescer muito, pode “afundar” ao terminar de cozer.

Terminado esse tempo, pincele com a gema misturada com o leite e termine decorando a gosto com os frutos secos. Vai de novo ao forno pré-aquecido a 200C, passados 5 a 10 minutos reduza para 180C e deixe cozer mais 30 a 35 minutos. Se começar a ficar muito tostado, cubra com papel de alumínio. Quando estiver pronto, faça um arrefecimento gradual; estando morno, pincele com geleia de marmelo aquecida e decore com açúcar em pó.






















1 comentário:

Carla disse...

Obrigada pela receita! Ficou muito, muito bom este bolo-rei, é como diz, parecia que vinha da pastelaria!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...